Cientistas encontram mais 11 genes ligados à doença de Alzheimer

Estudo internacional analisou o DNA de mais de 74 mil pessoas

BY TRACY MILLER / NEW YORK DAILY NEWS

alzheimers_disease_ntlfi

Cientistas identificaram mais 11 genes ligados à doença de Alzheimer, de acordo com os resultados obtidos em um estudo internacional de larga escala cujo objetivo era saber como e por que a doença neuro-degenerativa se desenvolve.

O estudo, publicado na revista Nature Genetics em 27.10.2013, analisou o DNA de mais de 74 mil pessoas de ascendência europeia em 15 países.

Os 11 novos genes identificados são mais do que o dobro dos genes até então conhecidos como relacionados a um aumento do risco de desenvolvimento de Alzheimer – agora são 21 genes linkados à doença.

“Combinando a experiência e os recursos de geneticistas em todo o mundo, nós fomos capazes de superar nossos instintos competitivos naturais para alcançar um verdadeiro avanço na identificação da arquitetura genética que contribui significativamente para o mapeamento da doença “, disse a pesquisadora Julie Williams da Universidade de Cardiff, no País de Gales.

Alguns dos novos genes estão relacionados à resposta imune do corpo no cérebro, demonstrando que o sistema imunológico desempenha algum papel no desenvolvimento do Alzheimer e outras demências semelhantes, disse a Dra. Williams, chefe do departamento de Neuro-degeneração na Escola de Medicina de Cardiff, que co-liderou o estudo com o International Genomics Project.

A pesquisa também “fortalece a evidência” sobre genes, como SORL1, que desempenham um papel no acúmulo anormal da proteína amilóide no cérebro, de acordo com um comunicado do Instituto Nacional dos EUA de Saúde e do Instituto Nacional do Envelhecimento, que apoiaram o estudo. “Mas ainda uma larga porção do risco genético para a doença permanece sem explicação”, disse Williams.

Embora este estudo tenha se concentrado em pessoas que desenvolvem a doença de Alzheimer na idade avançada – a forma mais comum da doença – Williams disse que as pessoas com início precoce da Alzheimer podem fornecer novas pistas sobre as origens genéticas da doença.

“A arquitetura genética dessas pessoas pode ser a chave para encontrar ainda mais genes envolvidos na doença de Alzheimer”, disse ela. “Elas carregam uma carga genética mais pesada do que as pessoas que desenvolvem a doença mais tarde na vida, o que nos dará pistas sobre quais marcadores genéticos deveríamos ficar atentos.”

Fonte: http://www.nydailynews.com/life-style/health/scientists-find-11-genes-linked-alzheimer-disease-article-1.1499015

Leia mais: http://www.nydailynews.com/life-style/health/scientists-find-11-genes-linked-alzheimer-disease-article-1.1499015#ixzz2jCazUPI9

www.chromosome.med.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s